segunda-feira, 4 de junho de 2012

... e ha quanto tempo!! deixo de escrever, como da mesma maneira que deixo de respirar... e cada vez que a respiração falta, bora tomar o ar....

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Pra que não surpreender?

POIS QUE SE FAZ OPRIMIDO, NÃO MAIS SE FAZ O BASTANTE PARA SER CRIADO, NA FANTASIA E NO ESTILO DE SER CONSTANTE E PRESENTE.
BUSCA-TE INSANO, BUSCA E REBUSCA, NO CRIAR DE FREQUENTE INSANIDADE PARA ENCONTRAR O SÃO...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Legião UrbanaMetal Contra As Nuvens(Renato Russo)

Não sou escravo de ninguém
Ninguém é senhor do meu domínio
Sei o que devo defender
E por valor eu tenho
E temo o que agora se desfaz

Viajamos sete léguas
Por entre abismos e florestas
Por Deus nunca me vi tão só
É a própria fé o que destrói
Estes são dias desleais

Eu sou metal
Raio, relâmpago e trovão
Eu sou metal
Eu sou o ouro em seu brasão
Eu sou metal
Sabe-me o sopro do dragão

Reconheço meu pesar
Quando tudo é traição
O que venho encontrar
É a virtude em outras mãos.

Minha terra é a terra que é minha
E sempre será
Minha terra
Tem a lua, tem estrelas
E sempre terá

Quase acreditei na tua promessa
E o que vejo é fome e destruição
Perdi a minha sela e a minha espada
Perdi o meu castelo e minha princesa

Quase acreditei, quase acreditei
E, por honra, se existir verdade
Existem os tolos e existe o ladrão
E há quem se alimente do que é roubo.
Mas vou guardar o meu tesouro
Caso você esteja mentindo.

Olha o sopro do dragão (4x)

É a verdade o que assombra
O descaso que condena
A estupidez o que destrói
Eu vejo tudo que se foi
E o que não existe mais

Tenho os sentidos já dormentes
O corpo quer, a alma entende
Esta é a terra-de-ninguém
Sei que devo resistir
Eu quero a espada em minhas mãos

Eu sou metal - raio, relâmpago e trovão
Eu sou metal: eu sou o ouro em seu brasão
Eu sou metal: me sabe o sopro do dragão

Não me entrego sem lutar
Tenho ainda coração
Não aprendi a me render
Que caia o inimigo então

Tudo passa
Tudo passará (3x)

E nossa história
Não estará
Pelo avesso assim
Sem final feliz
Teremos coisas bonitas pra contar
E até lá
Vamos viver
Temos muito ainda por fazer
Não olhe pra trás
Apenas começamos
O mundo começa agora, ahh!
Apenas começamos.

...

como se soubesse existir, criou seu próprio tormento, criou seu próprio momento, se fez necessário para si...
como se a presença fosse devidamente confirmada e fosse devidamente assinada pela tristeza, pela estarnada emoção de se sentir livre e só, somente só para começar a enxergar por dentro o seu prório total...
Se sentiu simplesmente fatal e emocional, se fez decaidamente alguém tão mau condigo e com o amor, com o próximo e com aquele que não pôde fazer feliz, se fez infeliz na sua farta satisfação de se fazer infeliz...
Nada é sinuncioso, e pode se tornar simplesmente farto, de um sentido distorcido e procriado para apenas se fazer incontente...

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Loucura compartilhada

09 horas da manhã, chuva, metro com poucas pessoas indo ao trabalho.
O que pensar de alguém sentada no banco azul (lugar especial para pessoas especiais), com uma criança no colo...?
Ao bater os olhos novamente, verificar que não passou de alguém, uma mulher que carregava em seus braços não um filho pequeno, não um nenem, mas sim apenas um sonho...
O sonho de alguém está nos olhos, está nos jestos, minunciosos jestos...
Loucura notar que a fantasia é real nos olhos de alguém, notar que há sim a felicidade dentro da loucura, e esta loucura foi compartilhada por mim. Doce olhar, olhar de mãe, olhar de um alguém que sentia por completo a felicidade de ser mãe, e quer ainda mais... compartilha com todos a sua real felicidade, mostra o orgulho ao sentir e ao tocar seu nenem, de pelucia apenas para as outras pessoas, pois para esta mãe ele era simplesmente completo.
O que questionar? O que dizer da parte que toca aos olhos? Será uma mãe que viu seu verdadeiro nenem morrer, ou apenas alguém que não pôde ter realizado este lindo sonho? Ou apenas mais um alguém à procura de uma fuga para o vício, apenas uma fantasia criada pela loucura do crack, tal delírio...?
Nada a questionar... o importante é dizer que chorei, ao sentir a loucura de perto, ao ver que olhos brilham de verdade por motivos de mentira, ao ver que podemos sim sentir sensações e emoções de um algué que tem o "dom" de criar a sua própria realidade.
Joy

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Tua ausencia

Mais que amor, tu está aqui em meu , em mim, e em ti, estou aí adiante..
não sairei, senão na minha presença em carne, pois em alma e em lembrança sempre estarei...
Nada mais tenho senão eu em tu, tu em mim, pra sempre um doce refletir em suave e sereno sentir tu em mim...
Tenho ti em meu eu como a dor de um passado, como o ardor do presente que já passou e criou em mim a saudade doída de ter perdido tu em mim...
Tenho em ti meu eu, tenho em teu doce relembrar meu distante pesar... tenho doídas partidas e dolorosas lembranças tão doces e tão sentidas em alma, em corpo, em presença em presente, tenho ocê aqui comigo constantemente... tenho certeza que estarei em ti adiante e todo o sempre - em alma e não em carne...
Pois não posso sentir tu em mim sem pesar, pois sinto a dor do meu amor arder em teu sofrer, sinto que não tenho senão somente tu, e teu pesar me sofre descentido e calado, pois tu não foste libertado por tão sonhado recusar o teu sofrido pesar, o teu silencioso calar ao ver que não podes se libertar do teu amargo e não calado pra mim, o teu pudor de não poder se libertar...
sou teu eternamente e não somente meu coração,sou teu em presença e ausencia, sou teu infinito pesar e amar, sou toda tua forma de esperar, sou toda tua doce lembrança que bate serena a tua lembrança e saudosa recordação...
serei tua cançao, serei teu coração, serei teu amor pra todo o sempre, pequena...